Entrevista com a escritora Bruna S. Sarmanho

Hoje a nossa entrevistada é a escritora Bruna S. Sarmanho, autora de diversos títulos, como a duologia Wilker Weiser, confira a sinopse no final da entrevista.

Nasci em 15/05/1999, na cidade de Belém do Pará, mas atualmente moro em Brusque, SC, com meu irmã caçula.

O amor pela leitura estrangeira cresceu com o passar dos anos e eu me tornei escritora no Facebook, criando histórias com personagens já existentes(Fanfics). Com o passar do tempo, os leitores quiseram livros meus, com personagens criados por mim. Foi então que conheci a plataforma do Wattpad em 2015, conquistando mais de 3 mil seguidores e publicando mais de 50 obras nesses anos.

Em 2019 lancei dois livros físicos de forma independente que estão a venda online em várias lojas conhecidas(submarino, Amazon, americanas e etc…). E então passei a investir na Amazon, onde tenho 5 Ebooks lançados.

Não tenho planos de parar e já tenho metas de novos lançamentos para muitos anos. Amo escrever e não me vejo sem isso em minha vida 

S.N.: Possui algum método de escrita, como organiza as ideias e quanto tempo dedica à escrita?

B.S.S.: Eu geralmente escrevo resumos ou tópicos, anoto toda informação que vou usar(cidade, fusos, e etc…) Tenho muitas ideias, então é algo bem importante para mim organizar tudo para não ficar louca haha. O tempo de escrita varia conforme minha inspiração. Se não estou inspirada, eu procuro não forçar. Afinal, geralmente não dá certo. Mas quando estou inspirada sou capaz de escrever horas. Às vezes viro noites escrevendo capítulos.

S.N.: Possui livros físicos ou apenas digitais? Sente que ainda há um certo preconceito por parte dos leitores com os e-books? E com a literatura nacional?

B.S.S:Eu tenho dois livros físicos lançados de forma independente, e cinco Ebooks. Sinto que os Ebooks estão ganhando muito mais espaço atualmente. Não acho que seja questão de preconceito, e sim preferência. Eu particularmente tenho dificuldade em ler livros digitais, mas não os discrimino. Quanto a literatura nacional, sim, ainda há muito preconceito. E eu não vejo o motivo. Temos o fato de sermos influenciados por leituras pouco atrativas na escola, mas digo e afirmo que nossa literatura com a nova geração está fantástica e tem potencial para ser tão incrível quanto a estrangeira que nos faz leitores.

S.N.: No seu processo de publicação independente, quais etapas costuma seguir, faz revisão, diagramação e capa por conta própria, ou prefere contratar freelancers?

B.S.S: Atualmente eu que faço minhas capas e a minha diagramação. Levou muito tempo para eu aprender, mas estou melhorando cada vez mais. Atualmente, pago apenas pela revisão textual.

S.N.: Quando do seu tempo é investido na divulgação do seu livro, e quais costumam ser os meios de divulgação? Acredita que as redes sociais, blogueiros/booktubers, ajudam a dar maior visibilidade às obras?

Eu uso muito o Facebook e o Instagram. Contratarei com um pacote de divulgação em um grupo de meninas e elas fazem diariamente para mim. Costumo participar de projetos e entrevistas que promovem o meu trabalho. Acredito que sim, ajuda demais na visibilidade pois é onde passamos maior parte do nosso tempo livre: na internet.

S.N.: O que acredita ser a maior dificuldade de um autor independente?

Ser reconhecido. Não é mentira dizer que os leitores te dão pouco crédito se você não estiver nos lugares certos. Autores divulgados por editoras famosas são preferência, e acho isso bem errado e triste. Nem todos temos como pagar por uma publicação em uma editora. Autores independentes tem que carregar todo o trabalho. Desde a escrita até os ganhos. Ele tem que correr atrás e jamais desistir. É difícil, mas não impossível.

S.N.: Quais as suas inspirações (livros, autores)?

Tenho mergulhado de cabeça em mitologia medieval atualmente. The Witcher se tornaram meus livros favoritos, e o método de escrita tem alimentado muito minha narrativa. Porém, minha inspiração veio muito antes disso, e considero Rick Riordan e sua saga Percy Jackson minha maior inspiração. Cresci como escritora com esses livros. Evolui muito, mas ainda guardo no coração

Confira a Sinopse da duologia Wilker Weiser:

“Ainda assim, quando ele me olha daquele jeito, parece está enxergando algo em mim que não consigo identificar. Aquele jeito de olhar, despertava um lado meu que eu não sabia que existia”

Savana Milazzo havia se mudado para a China a fim de estudar em paz e longe da sua família, que sempre estava cheia de problemas.

Donos de uma grande fortuna, os Milazzo sempre foram muito conhecidos em Chicago, Illinois, por suas empresas de lucrativas e o talento em esbanjar publicamente. Certa de que estaria longe disso tudo, é que ela se ver surpreendida por um sujeito de energia intensa e perigosa.

Desse modo, Savana é rendida após um dia de aula por Wilker, um homem sexy e misterioso, que diz ter sido mandado por seu pai para a escoltar de volta a Chicago o mais depressa possível. Depois de muito pressionar, a garota descobre que está sendo caçada por um grupo de criminosos perigoso que está disposto a lhe fazer mal para atingir seu pai, que se encontra com uma dívida maior do que consegue arcar.

Com medo e preocupada, ela aceita seguir com seu guarda-costas para junto de sua família, para um lugar seguro. Contudo, quanto mais tempo passar ao lado de Wilker, mais Savana irá descobrir a energia envolvente que ele possui, sem nem imaginar que o rapaz também é sinônimo de perigo.”

Apoie um autor independente, compartilhe a entrevista. Confira as que já foram publicadas e aguarde que teremos muito mais.

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s