Resenha: Não é errado ser feliz

Está aberta a temporada de livros para aquecer o coração. Não é errado ser feliz, da escritora Linda Holmes, nos traz lições importantes sobre a vida, escolhas e recomeços. Confira a resenha.

Sinopse:

Em uma cidadezinha costeira do estado americano do Maine, Evvie Drake raramente sai de sua casa enorme e vazia, mesmo um ano após a morte do marido. Todos na cidade, inclusive Andy, seu melhor amigo, acreditam que ela fica trancada ali porque ainda está em processo de luto — e Evvie certamente não faz nada para mudar essa impressão. Já em Nova York, Dean, ex-arremessador profissional e amigo de infância de Andy, vive o pior pesadelo de um atleta em sua posição: não consegue mais arremessar e, o pior de tudo, não faz ideia do motivo. Enquanto a imprensa trata de cobrir seu fracasso com uma insistência voraz, o convite de Andy para que passe um tempo no Maine parece a oportunidade perfeita para recomeçar. Quando Dean se muda para o apartamento anexo à casa de Evvie, os dois fazem um acordo: ele não fará perguntas sobre o ex-marido dela, e ela não vai perguntar sobre a carreira dele no beisebol. Mas na vida, como no esporte, tudo pode mudar, até o último segundo. E assim tem início uma inesperada amizade… com potencial de se tornar algo mais.

Evvie passou anos vivendo um relacionamento conturbado, mas, como normalmente acontece com as vítimas desse tipo de abuso, sempre guardou tudo para si. Quando finalmente resolve pôr um fim a essa situação, uma grande tragédia ocorre e a deixa sem chão. Agora Evvie não sabe mais como agir sem que sua mente a acuse de ser uma má pessoa. Esse pensamento a sufoca, ela se sente presa àquela casa e não pode contar para ninguém, pelo menos de acordo com ela mesma. Ela precisa de ajuda, mas chegar a essa conclusão é extremamente difícil.

Dean tinha a vida que sempre sonhou, e que batalhou para ter. Quando, aparentemente, sem explicação alguma, não consegue mais fazer o que fez durante a vida inteira, seu mundo desaba. Não importa o quão longe tenha ido em sua carreira, nem o quanto tenha conquistado, a mídia é cruel e logo está massacrando o atleta. É a necessidade de desaparecer dos holofotes que o faz aceitar o convite de um velho amigo e passar um tempo em uma pequena cidade costeira, em que a grande preocupação é a pesca de lagostas e uma tal corrida de caixa de cereais. Ele precisa seguir em frente, mas encarar a verdade pode ser assustador.

Duas pessoas feridas de maneiras diferentes se tornam próximas. Um contrato de aluguel e um acordo. Só que a vida não é tão simples e as relações humanas menos ainda. 

Uma comédia romântica com profundas reflexões sobre relacionamentos e recomeços. Com uma escrita leve e diversas passagens cômicas, Não é errado ser feliz aborda temas importantes, como relacionamentos abusivos e problemas psicológicos, e traz a forte mensagem de que segundas chances são importantes e nunca é tarde para recomeçar e aprender a ser feliz.

Sobre a autora:

Linda Holmes é correspondente de cultura pop da NPR e host do podcast Pop Culture Happy Hour. É também escritora, palestrante, crítica cultural e ex-advogada, e antes de trabalhar na NPR escreveu para veículos como New York Magazine e TV Guide. Em seu tempo livre, assiste a muitas comédias românticas, assa pães, vê os sobrinhos crescerem e recentemente tricotou seu primeiro gorro.

Ficha de leitura:

Livro: Não é errado ser feliz

Autora: Linda Holmes

Editora: Intrínseca

Páginas: 302

Nota: 4/5⭐

Comprar: Amazon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s